It’s a yellow world

milho

Pamonha, curau, pipoca, canjica, suco, cremes, sorvete, bolo, e, claro, milho cozido. É só você pensar numa receita e lá está o milho dando um colorido e um sabor único aos pratos. Doce ou salgados, as receitas com milho são imbatíveis e fazem parte do dia a dia dos brasileiros.

Nas feiras espalhadas por Curitiba, A Galera da Pamonha mata a vontade de muita gente em saborear o milho nas suas mais diversas formas.

E o que este ingrediente tem de bom para a nossa saúde?

A nutricionista Renata W. R. Frantzezos conta para você:

– Quais os benefícios do milho para a saúde?

As fibras que auxiliam no funcionamento do intestino, vitaminas como os tocoferóis que fazem parte da estrutura de alguns hormônios e atuam como antioxidantes e, carotenóides, como a zeaxantina e luteína, que atuam auxiliando na prevenção de diversos tipos de câncer e doenças na região macular da retina (doenças oculares degenerativas que levam a cegueira). Além disso sua fração de ácidos graxos podem auxiliar na prevenção de doenças cardiovasculares e do colesterol sérico elevado.

– Mesmo transformado, em receitas como pamonha e bolo, o milho mantem suas propriedades nutricionais?

Quando processados, os grãos chegam a perder 80% do conteúdo fibroso, segundo uma pesquisa feita pela Embrapa, informação que acaba nos desanimando um pouco, mas ainda restam os 20% de fibras, nutriente que não é muito consumido nos últimos tempos. . O calor também provoca a perda de  carotenoides e tocoforóis.

–  Qual a melhor forma de consumi-lo?

Acho interessante o uso da farinha de milho pois cada colher de sopa contém em média 1,5g de fibra, além do óleo de milho sem ser submetido ao aquecimento, que contém as gorduras (ácidos graxos) mono e poliinsaturadas que nos proporcionam os benefícios citados acima. Em saladas, o óleo de milho fica uma delícia e também pode ser um bom aliado contra as doenças cardiovasculares e do colesterol elevado.

–  Existe alguma restrição de consumo deste cereal?

Veja , como as alergias alimentares vem crescendo muito, sempre temos que lembrar que a variedade impede que consumamos em excesso um determinado tipo de alimento. Nos Estados Unidos a alergia ao milho está cada vez maior, pois ele está presente em vários alimentos e preparações, inclusive nas barrinhas de cereais como glicose de milho. Então podemos sim consumi-lo, mas não devemos só consumir o milho como variedade de cereal. Devemos alternar com o arroz, os trigos, a aveia entre outros.

Anúncios