Inspire-se!

pudim

Qual é a receita do pudim perfeito? É melhor com ou sem furinhos? Como tirá-lo da fôrma sem destruí-lo? O livro do pudim acaba de sair do forno, e a chef da badalada doceria Fôrma de Pudim, Daniela Aliperti, compartilha todos os seus segredos.

A obra traz 21 receitas de caldas e pudins, que vão desde os sabores tradicionais, como o de leite condensado, de chocolate e de pão, aos mais inusitados, como o de café, de tapioca e de laranja. Mas este não é apenas um livro de receitas. Daniela dá dicas preciosas para o doce chegar à consistência ideal, além de mostrar como inovar preparando caldas de vários sabores que dão um sabor espetacular à sobremesa.

Daniela Aliperti também conta sobre o início de seu relacionamento com o pudim, fala da origem portuguesa do doce, traz um quadro de conversão de medidas muito útil para o cozinheiro e explica por que utilizar o banho-maria, prática que os mais apressadinhos não gostam, mas que faz toda a diferença.

Para entender um pouco mais…

Por que pudim?

Daniela: O pudim foi uma receita que eu fiz ao acaso, mas gerou grande repercussão. Além disso, é uma sobremesa popular que remete à infância e agrada a quase todos os brasileiros.

Qual receita ou combinação que mais te surpreendeu?

Daniela: Adoro os pudins de brigadeiro e Ovomaltine, mas a receita do livro que mais me surpreendeu foi o pudim marfim, é maravilhoso!

 

Anúncios