Das arábias

Áarabe

Uma opção leve e saudável para quem está dieta são os pratos da culinária árabe. Deixando de lado as opções fritas, a maioria dos pratos se encaixa nas opções com poucas calorias, procuradas por quem quer emagrecer. O restaurante árabe Velho Oriente preparou um roteiro nutricional para ajudar na hora de escolher os alimentos da dieta, tudo saudável e com muito sabor.

Segundo a restauranter do Velho Oriente, Vaneska Berçani, especialistas apontam que as comidas sírio-libanesas são uma ótima opção para manter a dieta. “A culinária árabe utiliza alimentos de todos os grupos alimentares que combinados promovem a ingestão equilibrada de nutrientes, fibras e proteínas”, explica Vaneska.

Rica em sabores, texturas e benefícios para a saúde a comida de origem árabe é preparadas com pouca gordura animal, utilizando azeite de oliva na maioria das receitas. Uma das dicas do Velho Oriente é dar preferência aos molhos feitos com coalhada ou iogurte e utilizar o mel como adoçante.

Aproveite e experimente:

Coalhada: Possui elevado valor nutritivo e proporciona o aumento da absorção de vitaminas do complexo B no intestino e do cálcio pelo organismo. A coalhada é capaz de ajudar na redução do mau colesterol.

Quibe: Assado ou cru, o quibe é um dos elementos mais tradicionais da gastronomia árabe. O prato é rico em proteína e costuma ser preparado com hortelã que reúne propriedades calmantes, tônicas e antissépticas.

Grão de bico: Encontrado em saladas ou pasta, o Homus, o grão de bico ajuda a controlar as taxas de açúcar no sangue, reduzir o colesterol ruim (LDL), combater a anemia e controlar a hipertensão.

Gergelim: A pasta de gergelim também conhecida como tahine se destaca por ser uma fonte de ácidos graxos insaturados responsáveis pelo aumento do bom colesterol.

Berinjela: O Babaghanougé é uma pasta feita com berinjela que rica em água e fibras, auxiliando no transito intestinal. Além disso, encontramos na berinjela sais minerais e as vitaminas A, B1, B2 e C.

Sugestões:

Alguns pratos de baixas calorias e cheios de nutrientes indicados pelo Velho Oriente são: kafta no espeto, kebab mediterrâneo, quibe assado, abobrinha recheada e o tabule. Com moderação, até os doces árabes podem ser consumidos por quem está de dieta. As sobremesas são ricas em cálcio, pois levam nozes, pistaches, damasco e castanhas em sua composição.

Anúncios